Notícias
 
Política
 
13/07/2019
TRE cassa mandato do vereador Alberes Lopes
 

A maioria do pleno do TRE apontou infidelidade partidária, já que ele foi eleito pelo PRP e saiu para o PSC, com o objetivo de novo mandato

Wagner Gil

Esta semana, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco cassou o mandato do vereador de Caruaru, Alberes Lopes (PSC). O fato ocorreu na sessão realizada na tarde da última terça-feira (09). A votação foi de 5 x 2 contra o vereador, mas cabe recurso. Atualmente, ele está licenciado da vereança e ocupa o cargo de secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco.

Ex-presidente do Sindloja e ex-vereador por dois mandatos em Ibirajuba, também no Agreste, Alberes Lopes elegeu-se em 2016, como vereador de Caruaru. Ele foi eleito pelo, até então PRP, e afirma ter deixado a sigla após receber uma "Declaração de Anuência", assinada pelo presidente estadual, Ernesto de Paula. "Esta decisão de afastamento da antiga legenda foi anunciada no início de abril de 2018, poucos meses antes das eleições estaduais. Eu tinha a intenção de disputar um mandato para a Assembléia Legislativa, mas resolvi apoiar o ex-prefeito José Queiroz (PDT)", disse Alberes em entrevista ao Jornal Vanguarda, que vai ao ar pela Caruaru FM (104.9), de segunda à sexta, das 7h às 8h.

Alberes destacou ainda que o PRP deixou de existir alguns dias depois. "O PRP logo após a minha saída, iniciou um processo de fusão com outra sigla e passou a se chamar Patriotas", acrescentou o vereador cassado. Este processo inicialmente foi movido pelo Diretório Municipal e vale lembrar que depois a sigla desistiu da ação, a Procuradoria Regional Eleitoral passou a assumir a ação. O suplente Moyses Araújo dos Santos, já ocupa o cargo devido ao afastamento de Alberes para ser secretário no governo Paulo Câmara.

O vereador disse que seu direito é bom e que irá recorrer ao próprio TRE para que a corte reveja sua decisão. "Estou muito tranquilo. Sei que meu direito é bom, que não cometi infidelidade partidária, porque sai do PRP em 2018 com uma Declaração de Anuência do Partido. Existiram justos motivos para a desfiliação. Percorri todos os caminhos, sempre com diálogo, como costumo fazer. A nossa defesa vai recorrer da decisão do TRE", finalizou.

 

 
 
 
 
publicidade