Notícias
 
Últimas
 
22/06/2019
Prefeitura intensifica abordagem educativa no São João de Caruaru
 

As equipes de sensibilização estarão na entrada dos portões de acesso identificando situações suspeitas e orientando

A secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru (SDSDH), Perpétua Dantas, se reuniu, na última quarta-feira (19), com a secretária de Ordem Pública do município, Karla Vieira, e representantes do Conselho Tutelar, Polícia Militar e Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, para realinhar a abordagem educativa que vem sendo feita nos acessos do Pátio de Eventos Luiz ‘Lua' Gonzaga, durante os festejos juninos. O encontro resultou na intensificação das ações que estão acontecendo desde a última quinta-feira (20).

É nesse período, quando aumenta o fluxo de pessoas na cidade, que as equipes de sensibilização da SDSDH estarão atuando de modo mais intensivo para identificar as situações de extrema vulnerabilidade para crianças e adolescentes, como trabalho infantil, alcoolemia, a venda de bebidas para esse público, ou mesmo as situações suspeitas como exploração sexual e mendicância. Para lidar com casos como esses, os profissionais da secretaria estarão posicionados nos portões de acesso ao pátio (1, 7, 18 e 19), junto com os policiais da PM, que, ao fazerem a inspeção, auxiliarão a abordagem educativa, direcionando os casos para as equipes. Os profissionais farão a triagem e o encaminhamento ao Conselho Tutelar, que também estará presente, e que, por sua vez, tomará as medidas necessárias.

As crianças, que, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, têm entre zero e 12 anos, só terão acesso ao interior do pátio na presença dos pais. Já os adolescentes de 13 a 17 anos precisarão estar acompanhados de uma pessoa maior de idade que se responsabilize por eles. "Nossa intenção não é impedir o direito de ir e vir das pessoas, mas disciplinar o acesso ao Pátio de Eventos para tentar minimizar problemas. O que nós queremos é a diminuição de problemas como violência, agressão, situações que afetem a dignidade e a saúde dessas crianças e adolescentes. A gente quer que a festa seja realmente boa e feliz para todo mundo", destacou a secretária Perpétua Dantas.

 

 
 
 
 
publicidade