Notícias
 
Esportes
 
22/12/2018
Sport elege presidente para biênio
 

Milton Bivar bateu o adversário nas urnas com 88,27% dos votos válidos

Pedro Augusto

O novo presidente-executivo do Sport para o biênio 2019/2020 é um velho conhecido da torcida rubro-negra. Trata-se de Milton Bivar, que venceu nas urnas o também postulante Eduardo Carvalho, em eleição realizada na noite da última terça-feira (11), na sede social da Ilha do Retiro, no Recife. Bivar, que presidiu o Leão na época áurea, quando o clube acabou conquistando a Copa do Brasil de 2008, bateu o adversário com 88,27% dos votos válidos contra 11,73%. Ele tomará posse como mandatário leonino no início de janeiro.

Durante a comemoração, o presidente-executivo não perdeu tempo e tratou de anunciar logo o nome do novo técnico rubro-negro. "O nosso treinador será Milton Cruz, um profissional que carrega 19 anos de São Paulo, um bom trabalho recente no Figueirense e de muita competência. Sobre promessas, eu não vou ficar dizendo que vamos brigar com São Paulo, Flamengo, Corinthians… Ou que vamos em busca de Libertadores. Posso dizer que não faltará criatividade, trabalho e união para recuperar o Sport. Isso é o suficiente."

Milton Bivar já definiu que participará efetivamente das tomadas na decisão do carro-chefe do clube. Ele estará ao lado de mais cinco integrantes da diretoria: Francisco Guerra, Wanderson Lacerda, Manuel Nelo, Júlio Neto (que esteve na gestão do atual presidente, Arnaldo Barros) e Augusto Moreira. Além disso, Klauss Câmara segue no cargo de executivo de futebol. Não haverá a figura de um vice-presidente de futebol, como é habitual no Leão da Ilha.

"Eu faço parte do grupo e vou estar com eles. Vou ter o mesmo peso que qualquer um deles. Não sou eu que vou decidir simplesmente e monocraticamente as coisas no Sport, mas vou trabalhar em conjunto", comentou Milton Bivar. Dentre os primeiros problemas pela frente, Milton terá as perdas de atletas através da justiça por conta dos quase quatro meses de salários atrasados com o elenco.


NÁUTICO

Pelas bandas dos Aflitos, depois do Bahia não demonstrar interesse em comprar em definitivo o volante Luiz Henrique, foi a vez do Goiás também desistir de manter em seu elenco o atacante Robinho para 2019. Em rápida conversa por telefone com o Superesportes, o gerente de futebol do clube esmeraldino, Túlio Lustosa, confirmou que o técnico Maurício Barbieri, contratado após o acesso do clube à Série A, não demonstrou interesse em trabalhar com o jogador de 20 anos, emprestado pelo Náutico após a eliminação na Série C. Com isso, o avançado retornará ao Timbu, cujo contrato vai até dezembro de 2020.


SANTA CRUZ

Já no Arruda, quem foi apresentado oficialmente esta semana como mais novo atleta coral foi o volante Diego Lorenzi. Ambidestro, ele também atua como lateral-direito e ponta, funções exercidas na carreira nas passagens pelo futebol internacional – Arzanese, da Itália, e FC Lugano, da Suíça. Além da versatilidade, o atleta de 28 anos tem dupla cidadania – brasileira e italiana. No currículo, acumula passagens pelo Osasco Audax/SP, Sampaio Corrêa/MA, Mogi Mirim/SP, entre outros.

 
 
 
 
publicidade