Notícias
 
Política
 
10/11/2018
Fernando destinará verbas para Caruaru
 

O deputado federal eleito disse que vai transferir título de eleitor de Garanhuns para Caruaru

Wagner Gil

Na manhã da última quarta-feira (7), o programa Jornal VANGUARDA, que vai ao ar pela Rádio Caruaru FM (104.9), sabatinou o jornalista e deputado federal eleito, Fernando Rodolfo (PHS). Ele obteve acima de 50 mil votos na última eleição, dos quais mais de 28 mil só em Caruaru, reduto eleitoral que lhe deu a maior votação.

Durante quase 40 minutos de entrevista, Fernando Rodolfo reafirmou seu compromisso com a Capital do Agreste. "Apesar de ter meu domicílio eleitoral em Garanhuns, vou trabalhar muito por Caruaru e outros municípios do Estado. Sou deputado por Pernambuco e, mesmo sem ainda assumir, já consegui destinar algumas verbas para Caruaru (R$ 1,5 milhão), Garanhuns, Lajedo e outras cidades do Agreste", disse.

Quanto ao seu alinhamento político nacional, Fernando Rodolfo afirmou que ficará na base do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). "Vou ser base e isso já está decidido", revelou. Em relação se vai para o PSL, desconversou. "Conversei com vários partidos e tive convite de nove, incluindo o PSDB", completou. Ele também elogiou as primeiras medidas do presidente eleito, entre elas a indicação do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça.

No âmbito estadual, Fernando Rodolfo disse que vai permanecer na oposição a Paulo Câmara. Ele citou as pressões que o governador teria feito no Sistema Jornal do Commercio de Comunicação para que ele diminuísse as críticas que fazia à gestão quando estava à frente do programa ‘Foi muita pressão'. "Não tem condições de sentar e acreditar nele. Um governador muito ruim, que se reelegeu pegando carona na popularidade do ex-presidente Lula e articulando a retirada de Marília Arraes", pontuou.

Já em relação ao plano municipal, Fernando disse que se manteria na neutralidade. "Pretendo fazer diferente. Terminou a eleição, desarmei o palanque e vou trabalhar muito por Caruaru. Vou destinar verba para a cidade porque sei que a prefeita Raquel Lyra tem competência para administrá-la. Meu compromisso é com o município, independente do prefeito. Sou deputado de Caruaru e de Pernambuco. Não vou destinar verbas apenas para quem me apoiou. Meu mandado será do povo pernambucano", discursou.


ELEIÇÃO MUNICIPAL

Em relação à sucessão municipal, ele foi indagado se tinha interesse em disputar a prefeitura. "Olha, fui eleito para cumprir quatro anos como deputado e pretendo terminar meu mandato em Brasília. Agora o povo decide. Jamais pensei em ser candidato a deputado federal e resolvi ser porque fui levado pelo povo", refletiu. "Não pretendo, mas também não descarto", completou.

Fernando disse ainda que lutará pelo projeto da obrigatoriedade do diploma de jornalista, apesar da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar inconstitucional a exigência do diploma universitário da categoria para o exercício da profissão. Esse projeto está parado na Câmara há quase dez anos, quando o então deputado federal Maurício Rands resolveu abandonar o mandato.

A exigência do diploma surgiu de um decreto-lei expedido pela Junta Militar que governava o Brasil, em 1969, na ditadura. Na época, tratava-se de tentativa de dificultar a vida de jornalistas. Desde a decisão do STF, em 2009, muitos cursos pelo país afora foram perdendo força. "Essa também será uma luta minha", disse o deputado. Ele informou ainda que já esteve três vezes em Brasília articulando sua equipe de assessoria e verbas para a região.

 

 
 
 
 
publicidade