Notícias
 
Cidade
 
10/11/2018
Sargento da PM cometeu suicídio, concluiu Civil
 

A Polícia Civil de Pernambuco concluiu esta semana o inquérito referente à morte do sargento da PM, Geraldo Adelino da Silva, de 48 anos, o "Adelino". Segundo a delegada de Bezerros, Margareth Galdino, que esteve à frente das investigações, o laudo do Instituto de Criminalística apontou que o policial cometeu mesmo suicídio. Ele utilizou a própria arma de fogo para tirar a vida.

Na noite do último dia 10 de setembro, o corpo dele foi encontrado ao lado de um automóvel na BR-232, no Distrito de Encruzilhada de São João, na zona rural de Bezerros, no Agreste. As investigações preliminares da polícia apontaram que o PM colidiu com o veículo em uma árvore e, logo em seguida, ligou para a esposa informando que se encontrava bem.

Na ocasião, o sargento Adelino ainda teria solicitado à companheira o auxílio de um reboque e, quando os seus dois irmãos chegaram até o local do acidente, ele estava morto com um tiro no peito. O detalhe é que a pistola do policial acabou sendo encontrada, posteriormente, em cima do banco do passageiro.

Atualmente, Geraldo Adelino da Silva estava afastado de suas funções no 4º BPM, em Caruaru, devido a um acidente com arma de fogo.

 

 
 
 
 
publicidade