Notícias
 
Cidade
 
01/11/2018
Artista lança livro em homenagem à filha
 

Valdir Santos compôs as poesias e Júlia Santos assinou a ilustração da obra, que comemora os seus 20 anos de idade

Jaciara Fernandes

Se comemorar aniversário ganhando presente já é bom, imagina quando a embalagem e o conteúdo são criados especialmente em sua homenagem? E em se tratando do tipo de presente, a alegria é extra. É assim que pode ser definido o estado de espírito de Júlia Santos, que, aos 20 anos, tem uma maturidade de vida admirável. A estudante do 7º período do curso de Design Gráfico da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Campus Agreste, foi a grande inspiração para o pai escrever poesias. Ele é o cantor e compositor Valdir Santos, com larga experiência na música e com elogiada trajetória.

Assim nasceu ‘Vinte', um livro de poesias com 35 páginas e exatamente 20 poemas, em alusão aos 20 anos da jovem Júlia, que, antes mesmo de nascer, já era nome de música. Isso mesmo, o pai compôs ‘Júlia' quando a menina ainda estava protegida no ventre da mãe, Rosângela Augusta, empresária, visagista, maquiadora e hair stylist.

Os anos foram passando e com eles momentos que mereciam de um registro, de uma poesia, para se eternizarem. Também serviram de inspiração os outros dois filhos do multiartista Raul, de 11, e Lucas, 2, além de amigos. Selecionar apenas 20 poesias no meio de muitas escritas ao longo de duas décadas não foi fácil, e a difícil tarefa ficou sob responsabilidade de Júlia.

Com ela também ficou a ilustração do livro. "Foi uma experiência trabalhosa, mas incrível! Precisei mudar a minha forma de desenhar para contar uma história cronológica e o resultado ultrapassou as expectativas", comentou, emocionada, Júlia, que contou com um reforço indispensável para que o projeto se tornasse realidade, a do namorado Philip Florêncio, também estudante de design. É ele quem assina os projetos gráfico e de diagramação do livro, que foi todo confeccionado manualmente. Inclusive, quem adquirir um exemplar leva um kit com boton, postal e marcador.

O livro, pensado no início deste ano, foi muito bem planejado e todos os esforços valeram a pena, pois o lançamento, na última quinta-feira (1º), foi bastante prestigiado, no Rood Bike Club, no Bairro Maurício de Nassau, em Caruaru, com noite de autógrafo e pocket show de Valdir Santos, incluindo no repertório músicas inéditas do próximo CD. A edição limitada tem capa dura e está resumida a 50 exemplares, no valor de R$ 30, podendo ser adquirido através da Maryeau, no Instagram.

Para o experiente artista Valdir Santos publicar o primeiro livro de poesia da carreira é algo que marcou a sua vida. "Minha vida inteira passei compondo já pensando na música, e agora me desafiei a escrever com outro objetivo. Foi uma verdadeira predisposição deixar o poeta falar mais alto do que a música, dentro de mim", enfatizou o orgulhoso pai, que dedica um tempo da agenda corrida para meditar. "Essa prática diária nos traz novas percepções e foco naquilo que desejamos concretizar", completou.

Aos 48 anos, ele é sinônimo de musicalidade e também é conhecido por ‘moleque da Rua Preta'. Com 24 anos de carreira, soma seis títulos em sua discografia, além de ter sido finalista do Prêmio da Música Brasileira 2017. O versátil artista, que também é produtor musical, já realizou quatro turnês internacionais e trabalha no seu sétimo CD. Tal pai, tal filha, na vida e na arte!

 
 
 
 
publicidade